quinta-feira, 12 de abril de 2007

I´m afraid of Google

* de mão esquerda quebrada, vou demorar uns 30 minutos para escrever o post. Vai ter erro de português. Ah, chega!

Outro dia foi no Orkut. Fuçando no perfil de um gatinho que achei na comunidade do Gang of Four, achei uma foto que tirei do Andy Gill no show de São Paulo. Estava lá, lindona, mas sem crédito. Com educação, requeri meus direitos autorais. Ganhei os créditos e também um amigo.

Parece uma coisa boba, e na real, é atitude de fotógrafo de pobre ficar pedindo crédito. Mas quem disse que eu sou desse mundo de "money, success, fame, glamour"?

Há pouco, não aguentei ficar virtualmente de molho e abri o MSN. O nick de um amigo que se mudou pra Londres: "Você já Googleou seu nome hoje?"

E vamos lá. Renata D ´Elia - frase extata. 25 resultados. Você quer ver os resultados omitidos? Opa, "omitidos"? Não, não...

Deu o Site de Cultura, meu filho. E o Speakorama,o GuiaFest até o Música e Letra. Também o Gardenal.org, este blog, outros blogs, o fotolog,e o Flickr. E mais uns sites que nunca vi mais gordos.

Cliquei lá num tal Sampaist, pra ver se usavam meu santo nome em vão. Mas era uma foto do Flickr, com créditos e tudo.

Depois uma longa crítica minha sobre Claro q é Rock!, Tim Festival e outros shows do fim de 2005 - copiada, colada, e com créditos. Isso num site de música do nordeste. Não, eu não sabia que o tal site existia.

Pior: umas besteiras que eu escrevi nestes sites onde você pode deixar sua rasa opinião sobre filmes. E ainda resultados de vestibular, concurso público, fotos em sites de balada,etc...

Dá pra viver sem ser linkado por aí?

Vou criar um alter-ego.

4 comentários:

Dume disse...

Eu já tenho o meu, Paul Henry Dume, criado por uma certa moça aí. Aliás, é ele quem vos fala. Sim, eu ouço vozes.

Ariel disse...

Jajaja... Googlee mi nombre y apareció esto:
http://www.lanacion.com.ar/archivo/Nota.asp?nota_id=352977
En mi defensa, sólo escribí dos escenas de las que salieron al aire, pero el rótulo de "autor" me lo dieron por haber trabajado en el desarrollo de la serie, no en los guiones finales.
La secuencia de títulos, mencionada en el artículo, fue una creación mía.

Leca disse...

Vc pode viver apenas virtualmente. E quando deixar de existir, seu eu digital ainda estará por aí.

Aurora Combs disse...

É, minha nega...eu já criei o meu...