quinta-feira, 1 de março de 2007

Se Coldplay fosse o maior problema do mundo...

Se Coldplay fosse o maior problema do mundo, tava bom. Desde quando fazer música pra ser cantada é problema? Ninguém é obrigado a ser experimental. E de rock experimental eu posso dizer - melhor que Thiago Ney, com certeza. Ser jornalista afetado é fácil. Modelo Leão Lobo musical.

Não estou discutindo aqui o que é "mela cueca" ou não. Nem vou opinar sobre a lista dos mocinhos "demagogos" do showbizz. Se Chris Martin é o novo Bono, não faz diferença. Mas reduzir os 27 anos de ótimos serviços prestados à música pelo U2 ao rótulo de "banda comercial" é uma mistura de pose com falta de informação.

Por essas e outras, anda insuportável ler qualquer coluna musical. Além da péssima qualidade dos textos, existe essa maniazinha caipira de crítico suburbano quando sobe na vida. Tô falando desse deslumbramento de quem viaja só pra assistir o Paleò ou o Reading Festival.

Não dá praa viver de aposta na "melhor banda dos últimos tempos desta semana". Mas tem gente que vive.

6 comentários:

disse...

d'elia e sua inerente acidez. adoro coldplay, mas acho que me daria um tiro na fronte se fosse ao show. beijos.

Mariana Marcondes disse...

Você me bolinou. Meu cafetão vai te mandar a conta.
Eu consigo gostar de umas quatro ou cinco músicas do coldplay, depois fica tudo muito igual.

Beijo

Ah, estou ouvindo uma música do Cachorro Grande e lembrei de você =)

Junior disse...

Hey Renata.. Lucio Ribeiro que o diga! Homens de 40 anos escrevendo como adolescentes não dá! Ótimo! (Te vi na cásper esses dias :))

Iza disse...

Eu gosto de Coldplay e também gosto de U2... Aliás, eu adoraria assisitr ao show dos dois grupos aqui no Brasil, mas isso infelizmente não aconteceu :(

Renata, não fique revoltada. O mundo aunda tem jeito... Hehehehe!

Beijos :)

MO disse...

Porrada! Porrada! Assino embaixo.

MO disse...

Ah, por falar em U2, no brógue de música entrou U2 pela primeira vez. Vai lá.