quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Xamânicas de Piva

Acaba de ser pulicada pelo site de literatura Cronópios, nossa entrevista com o poeta Roberto Piva. Clique aqui para ler.

"Agora vocês vão gritar enlouquecidas na esquina da Ipiranga com a São João,esperando que os demônios de Dante as alcancem, vindos de um disco voador às 5" - Roberto Piva, para Renata D´Elia & Paula Dume.

Abaixo, o poeta autografa livros em seu apartamento.

6 comentários:

carlos disse...

parabéns, renata. reconheço minha covardia. outro dia troquei telefones com piva, queria entrevista-lo. mas não sei o que me deu e o que me dá.

Ariel disse...

Entrevista interesante.
Mi estómago democrático se revolvió un poco, pero si decís que es un gran poeta, se le puede permitir la ignorancia brutal en otros campos, mientras no se meta en ellos.

descompassada disse...

piva I: grito e xamãs.

piva II: você mora no jaçanã?
delia: moro.
p: jaçanã deve ser lindo. é o símbolo do frango d'água, um pássaro maravilhoso.
d: é, é lindo mesmo. os aposentados provincianos dividem espaço com os maloqueiros do coringão que gritam e soltam fogos nas finais de campeonato.
p: interessante essa sua descrição ... rs.

piva II: "não vão [tomar café da manhã] nesses bares que têm aqui perto [referência à casa dele]. são bares de cafajestes, tenham cuidado".

piva IV: o xamã atravessa a rua enquanto as xamânicas tomam pepsi com limão num bar de cafajeste.

Renata D´Elia disse...

Carlos, pois bem: agora vá e entreviste-o! Vale a pena sim,mesmo se vc levar uns xingos.

Leonardo Tessitore disse...

reafirmando, mto legal a entrevista com o Piva! Ainda bem que existem pessoas como ele ainda, fieis a arte e só a arte!

Camila Hungria disse...

Claro que a entrevista está incrível: não é qualquer bosta que me emociona! beijos, tia.