sexta-feira, 1 de junho de 2007

A tediosa chama do desejo

No novo álbum de Björk, "Volta", há um dueto com Antony Hegarty (de Antony & The Johnsons). "The Dull Flame of Desire" é um poema russo de Fyodor Tyutchev, que no álbum aparece em tradução feita para o filme "Stalker", de Andrei Tarkovski.

(Algumas das imagens mais lindas do mundo estão em Andrei Rublev, vale ressaltar)



A tediosa chama do desejo


Eu amo seus olhos, meu querido (minha querida)
Esse fogo esplêndido, brilhante

Quando de repente você os levanta
E destila um olhar rápido e devastador

Como que acendendo e iluminando o céu
E há ainda encanto maior

Quando os olhos do meu amor se entreabrem
Quando tudo se queima em beijos de paixão

E através dos seus cílios abatidos
Eu vejo a tediosa chama do desejo


* tradução de Renata D´Elia, do Inglês.

8 comentários:

Carol, a de RP disse...

Não conheço essas pessoas.

Teúda e manteúda das letras disse...

iluminar o céu.
desejo que faz chama ...

Anônimo disse...

0 comentários

Felipe disse...

Ah, todas as imagens de Andrei!

Tem Stalker e Rublev em casa. Vai emprestado?

Ariel disse...

Stalker, qué película.
Recomiendo el libro, de Arkadis y Boris Strugaski, que se traduce algo así como "Picnic a la vera del camino".

xinho disse...

poeta

eh

saberler

Guilherme disse...

oi tia rê!
hehehehe saudade de você!
bom que agora já conheço o brog!!!
:)
beijos

venha me visitar tb: http://www.fotolog.com/typethewords

put your word there! it´s free! hahahahahaha

Aurora Combs disse...

Eu preciso puxar isso!!!!