sábado, 14 de maio de 2011

Sometimes you KICK!


Devo ser a última pessoa minimamente antenada nesse mundinho pop de sei-lá a saber que o Beck resolveu chamar uma tchurma para rearranjar e regravar o álbum KICK, clássico instantâneo do INXS lançado em 1987, maior sucesso comercial da banda de Michael Hutchence. As versões de Need You Tonight e New Sensation, entre outras pérolas pops filtradas pela vista grossa dos anos, contam agora com a participação do mutante Sérgio Dias, membros das bandas Liars e St Vincent, além da bela voz de Annie Clark e da cabeça louca do Beck.

As gravações aconteceram no dia 3 de março de 2010 e fazem parte do Record Club, projeto do Beck para reunir um montão de artistas legais com a proposta de refazer um álbum inteiro em um dia. De Yanni a Leonard Cohen, passando por Velvet Underground & Nico, o projeto já rendeu alguns bons momentos. Nenhum deles, no entanto, é tão inusitado quanto este. A sugestão partiu do australiano Angus Andrew, patricio de Hucthence & companhia. Apesar do pouco tempo de trabalho, as produções parecem refinadas: é a diferença que faz um bocado de talento e boa vontade.

Na casa dos 50, é bem possível que o aquariano Michael Hutchence estivesse investindo em projetos mais intimistas, unido a músicos mais vanguardistas. Suposição minha, mas não custa lembrar do disco solo póstumo produzido por Andy Gill, do Gang Of Four, trabalho mais refinado e autoral de Hutchence, que já andava pra lá de cansado do INXS quando se suicidou, em 1997.

Vem cá, minha filha: não dá vontade de bancar a romântica e arrumar um marido só pra casar de branco e entrar na igreja ao som da nova versão de Never Tear Us Apart? [Com derrapada na letra e tudo mais]. Não é a primeira regravação da baladona oitentista, que tem lá seus pés no brega, mas causa uma catarse que só. A original tinha clipe gravado na Tchecoslováquia. Mas Joe Coker e Tom Jones já tinham deixado versões corretas e competentes por aí.

Destaque também para a ressurreição de Calling All Nations e Wild Life , sem contar o justificável sarro com Guns In The Sky e Mediate que -- desculpaí INXS --, estão entre as vergonhas alheias da carreira da banda.

O Kick de 1987 tem produção de Chris Thomas (Roxy Music, Pink Floyd, Paul McCartney). E quem sabe agora os hypezinhos de São Paulo não considerem a possibilidade de ouvir INXS sem medo de serem felizes e... cults.

Dá uma ouvida aí. Tá tudo no Youtube e no site oficial do projeto. Depois volte aqui e conte pra tia o que achou.




I DON'T HAVE TO TELL YOU - I LOVE YOUR PRESCIOUS HEART

Para comparar: Never Tear Us Apart com INXS, Tom Jones e Joe Cocker.

Fico com a testosterona do belo Hutchence ao vivo, as pancadas retas de Jon Farris na bateria e o indefectível saxofone de Kirk Pengilly. Tô nem aí se é cafona.






2 comentários:

samuca santos disse...

fecho com o velho e bom joe cocker!

Fernando Neumayer disse...

como se fala no facebook, curti.